SOBRE A ARTE DE DORMIR NUM INCÊNDIO

Essa performance, na verdade um work in progress, foi realizada algumas vezes no Espaço Cultural Sérgio Porto, no CEP 20000 ( Central de Experimentação Poética), com música e texto do próprio artista. Utilizando microfone sem fio, musica climática, uma bexiga repleta de farinha e um isqueiro-maçarico.

O conceito partia da situação onde a sensação de imobilidade é tamanha que, mesmo com um suposto incêndio no prédio onde moram, os moradores iam dormir tranquilos em suas camas.

O ator-autor vestia óculos de natação e furava a bexiga gigante com um isqueiro maçarico, deixando que a farinha o cobrisse. Numa das ocasiões o furo na bola fez com que um jato de farinha fosse direto para a sua boca, inesperadamente.

 

FOTOS